No novo trabalho do RPM, fizemos canções do jeito que os fãs saudosistas gostam, bem politizadas e tal. Mais a gente achou aquilo muito pesado.

Nós fizemos as canções nos gravamos o novo album do RPM, tem canções do jeito que os fãs saudosistas gostam, bem politizadas e tal.



¿No momento como esse, você não tem necessidade de fazer músicas como Alvorada Voraz, com letras políticas?

Paulo Ricardo: Eu tenho, fiz, mais achei que não era o caso de lançá-las, nós fizemos as canções nos gravamos, temos aí o medio novo cd do RPM e ali eu exercitei todo o meu ... as canções do jeito que os fãs saudosistas gostam, bem politizadas e tal.

Eu acho que a música e a poesia, ela tem que parar um pouco acima dessas questões, a gente ouvindo aquilo era muito pesado.

Historicamente sempre em momentos de crise, a arte se refugia num tom muito mais festivo, as pessoas não querem mais desgraças ....

Mais existem as canções, estão prontas e apenas um play e serão ouvidas...


Veja o trecho da entrevista.





Fonte: Morning Show - 12/07/16
No novo trabalho do RPM, fizemos canções do jeito que os fãs saudosistas gostam, bem politizadas e tal. Mais a gente achou aquilo muito pesado. No novo trabalho do RPM, fizemos canções do jeito que os fãs saudosistas gostam, bem politizadas e tal. Mais a gente achou aquilo  muito pesado. Reviewed by RPM banda on 9:56 PM Rating: 5

3 comentários

  1. Lança logo esse novo cd gente;música é música sempre,se vai agradar aos fãs,penso que é só isso que importa,ou o que mais uma banda pode esperar além disso?

    ResponderExcluir
  2. RPM é uma big band of rock , tipo Stones ou U2, precisa demais de mais álbuns, por favor, o novo cd agora!

    ResponderExcluir
  3. PAULO RICARDO PARA DE TANTA FRESCURA CARA !! AGORA TA NESSA DE SHOW INTIMISTA? DA CONTINUIDADE AO RPM CARALHO !

    ResponderExcluir

Post AD