Paulo Ricardo: O maior ganho da revolução digital foi a liberdade.

O mesmo olhar 43. Entrevista com Paulo Ricardo

Ídolo de uma geração inteira, o eterno vocalista da lendária banda RPM, Paulo Ricardo bateu um papo com o Zine Cultural sobre o novo cenário do rock nacional, carreira e seus próximos planos. 

Confira:
Você é um dos pioneiros do rock nacional. Como você avalia o cenário esse cenário? E o que você anda escutando da nova geração?


Paulo Ricardo: Como jurado do Superstar fiquei surpreso com a quantidade, qualidade e diversidade de novas bandas. Hoje há uma cena indie muito forte, íntegra, e que já levou ao grande público uma galera super competente como Scalene, Supercombo e Scambo, minhas favoritas.

Participar de um reality show onde você tem contato com novos nomes da música brasileira influencia de alguma forma no seu trabalho?

Paulo Ricardo:
Sim, é como se eu estivesse dirigindo com um enorme horizonte a minha frente, numa estrada bem sinalizada. Ainda que não me influencie diretamente, me ajuda a escolher o melhor caminho. Acho importante não perdermos a conexão com o novo, sobretudo num gênero tão ligado à renovação e à juventude quanto o pop rock.




Sua carreira começou quando a divulgação de um novo trabalho era mais limitada, logo só os melhores se sobressaiam. Hoje, com a internet como arma de divulgação, o que acha dessa relação de quantidade x qualidade na música?

Paulo Ricardo: O maior ganho da revolução digital foi a liberdade. Minha geração dependia totalmente de uma grande gravadora. Mas ao mesmo tempo estávamos cercados de bons profissionais que não nos deixavam perder o foco. Por mais cínico que isso possa parecer, as pessoas têm que entender que existe a música e existe a indústria da música. Equilibrar qualidade, ousadia e sucesso comercial não é nada fácil. Com a internet você faz o que quiser e joga na rede. Se isso vai fazer sucesso, é outra história. Mas muita gente faz música sem pretensões, o que é saudável, libertador e pode surpreender.

Quais são seus próximos passos na carreira?

Paulo Ricardo: Estou lançando um CD de músicas inéditas, "Novo Álbum", e o primeiro single, "Isabela", já está tocando em todo Brasil. Na sequência virá a turnê "Novo Show". Além disso continuo com meu quadro Video Som no Vídeo Show. E ano que vem tem mais Superstar!


Fonte: Zinecultural
Paulo Ricardo: O maior ganho da revolução digital foi a liberdade. Paulo Ricardo: O maior ganho da revolução digital foi a liberdade. Reviewed by RPM banda on 10:33 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD